Terça-feira, Janeiro 25

Reunião da Amzop confecciona carta com demandas da região sobre a estiagem

14 demandas foram levantadas pelos prefeitos, vereadores e demais lideranças que participaram de reunião na semana passada

Um grande número de lideranças, autoridades e agricultores participaram da assembleia regional convocada pela Associação dos Municípios da Zona da Produção (Amzop), juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Sindicato Rural, com apoio da Administração Municipal de Palmeira das Missões. O evento aconteceu na tarde da última quinta-feira, 6, na Câmara de Vereadores palmeirense.

Durante a assembleia, foram discutidos vários pontos de apoio a serem adotados para amenizar os prejuízos deixados pela estiagem que mais uma vez castiga a região. Ao final do encontro uma carta foi expedida e será entregue aos governos estadual e federal.

Ao todo, foram elencadas 14 reivindicações para socorrer os produtores rurais da região da produção, definidos pela assembleia como pontos emergenciais. O presidente da Amzop, prefeito de São Pedro das Missões, Antônio Reginaldo Ferreira da Silva, avaliou como muito positivo o encontro e destaca que agora o objetivo é dar sequencia aos pleitos nas esferas estadual e federal.

O gerente regional da Emater RS/Ascar, Luciano Schwartz, apresentou os dados do impacto da intempérie sobre a região no mais diversos segmentos da produção agrícola, incluindo a área de grãos, bovinocultura leiteira e fruticultura.

Além de prefeitos, autoridades e lideranças regionais, a assembleia também contou com a presença do coordenador geral da FAMURS, Salmo Dias de Oliveira, do diretor de agricultura familiar e agroindústrias da Secretaria Estadual da Agricultura, Flavio Smaniotto e do deputado federal, Dionilso Marcon.

Confira os pontos emergenciais definidos pela assembleia:
1 – Crédito Emergencial – Fundo não reembolsável para plantio de inverno com Proagro e/ou Crédito Emergencial conforme lei nº 14.275 de 23/12/2021;
2 – Zoneamento Agrícola – Ampliar janela de plantio com possibilidade de seguro agrícola e Proagro;
3 – Proagro encaminhado e deferido – agilizar o pagamento;
4 – Dívidas da agricultura – Prorrogar vencimentos com bancos e FEAPERS e rebate de juros;

5 – Licenciamento ambiental – Rever possibilidade de agilizar processos de armazenamento de água;
6 – Milho Conab – Ver estoque regulador para socorrer quem teve perdas;
7 – Bacia leiteira – Priorizar mercado interno (diminuir ou não importar leite) e fazer estoque regulador para que o preço do leite não baixe;
8 – Projetos de prevenção à seca – Aumentar os recursos nos programas de Cisterna e açudes/represas; Rever e autorizar o aumento da capacidade armazenada para realmente atender as necessidades das propriedades; Criar programa de financiamento com juros subsidiados para redes de abastecimento de água para os municípios;
9 – Programa Avançar na Agricultura – priorizar a região pelo maior impacto da estiagem (Programa do Governo do Estado);
10 – Anistia ao Programa Troca-troca de milho e sorgo;
11 – Garantir semente adicional para safrinha e forrageiras;
12 – Recursos da Consulta Popular – Liberação imediata para os municípios atingidos, inclusive de anos anteriores que estão pendentes de liberação;
13 – Decreto de Situação de Emergência – decreto estadual como Mato Grosso do Sul e Paraná, para agilizar o atendimento das demandas.
14 – Pensar projetos estruturantes de prevenção à seca.

Fonte: Amzop

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *