Sexta-feira, Dezembro 3

Ministério Público denuncia três por morte de taxista em Tenente Portela

O Ministério Público em Tenente Portela denunciou nesta terça-feira, 10 de agosto, três pessoas por homicídio triplamente qualificado cometido contra o taxista Ramiro Heuert. Conforme o promotor de Justiça Miguel Germano Podanosche, no dia 14 de julho deste ano, o trio contatou a vítima por aplicativo de mensagens instantâneas e solicitou uma corrida de táxi, por volta de 21h30min. Heuert pegou os denunciados no Centro de Tenente Portela e, a pedido deles, dirigiu-se à RS-330, próximo à entrada da localidade de Alto Alegre.

Ao chegar no local, um dos denunciados efetuou dois disparos de arma de fogo contra a cabeça Heuert. Os demais concorreram para a prática delitiva prestando apoio e solidariedade ao primeiro, permanecendo em sua companhia física para impedir qualquer reação do ofendido e dando cobertura ao atirador. O taxista morreu a caminho do hospital, por volta das 22h, por hemorragia e desorganização cerebral ocasionada por projéteis de arma de fogo.

“O delito foi cometido mediante dissimulação, tendo em vista que a vítima foi atraída pelos denunciados pensando tratar-se de prestação de serviço de táxi. O crime ainda foi perpetrado mediante outro recurso que dificultou a defesa da vítima, na medida em que os denunciados atacaram-na em superioridade numérica no interior de automóvel fechado, em local ermo e em horário noturno, havendo um dos tiros sido disparado à ‘queima roupa’ contra região letal, sem que o ofendido pudesse esboçar qualquer reação. O crime também foi levado a efeito por motivo torpe, ordenado por uma facção criminosa”, explica o promotor.

Foto: Portela Online

Fonte: MP RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *