Terça-feira, Junho 15

Governo do RS está em alerta para enfrentar possível agravamento da pandemia na divisa com SC

Imagem: Divulgação.

O aumento de casos de Covid no Oeste de Santa Catarina, especialmente em Chapecó, colocou em alerta o Departamento de Gestão da Atenção Especializada, que organiza a oferta de leitos nas regiões do RS, e o Departamento de Regulação, que providencia as transferências de uma cidade ou região para outra, de acordo com a necessidade e a disponibilidade de vagas em leitos clínicos e de UTI.

As Regiões Covid Gaúchas mais próxima à divisa com Santa Catarina são a de Erechim e a de Palmeira das Missões, na qual a região noroeste está inclusa. Erechim ainda está com uma taxa de ocupação pouco superior a 60% porém, a macro-região de Palmeira tem índices mais alarmantes devido ao baixo número de leitos hospitalares e de UTI.

“Estamos muito atentos à situação e faremos todos os movimentos necessários para que ninguém fique sem atendimento, caso haja um agravamento da situação”, explicou o diretor do Departamento de Regulação da SES, Eduardo Elsade.

Segundo a diretora do Departamento de Gestão da Atenção Especializada, Lisiane Wasem Fagundes, a Região Covid mais próxima à divisa com Santa Catarina é a de Erechim, que ainda está com uma taxa de ocupação pouco superior a 60%.

“Mas isso não é sinal de que podemos ficar tranquilos. A rede hospitalar no RS é bastante potente e organizada e mantém contato constante com a SES. Mesmo assim, os gestores dos hospitais estão sendo contatados para que possamos formar a retaguarda necessária”, disse Lisiane.

*Portal do Governo do RS.

Chapecó com 100% de ocupação da UTI-Covid-SUS

*Portal G1.

Chapecó, no Oeste catarinense, vive o pior cenário da pandemia até agora, segundo o diretor-administrativo do Hospital Regional do Oeste, Osmar de Oliveira. Em uma live feita no final da manhã do último domingo (14), ele afirmou que o hospital está com 63 pacientes de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com Covid-19. Desses, 40 estão na ala de UTI-Covid do Regional e outros 23 estão em outros espaços físicos do hospital, já que não há mais vagas na ala.

região Oeste de Santa Catarina enfrentou em todo o mês de fevereiro falta de vagas de UTI-Covid do Sistema Único de Saúde (SUS). Neste domingo, de acordo com o painel de leitos do governo do estado, nenhum dos quatro hospitais da área têm vagas na ala UTI-Covid.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *