Quarta-feira, Setembro 30

Comunidade se mobiliza para ajudar vítimas de incêndio

O açougueiro Luis Studulski, 45 anos, estava visitando o sogro quando sua cunhada lhe telefonou para contar sobre o incêndio que consumia sua residência na tarde de domingo, 29 de abril, na rua Augusto Pestana, em Iraí. “Salvei um jogo de sofá, uma televisão e as máquinas de costura da minha esposa. O resto queimou tudo. Nunca tinha passado por situação semelhante”, relatou Luis. Ele, a esposa de 28 anos e a filha de 3 anos formam uma das seis famílias vítimas do sinistro.

Além dos três, o poder público, população e entidades se uniram para ajudar quem perdeu tudo: um idoso de 69 anos; uma idosa de 78 anos; um casal e o filho de 1 ano e 7 meses; e um rapaz de 17 anos. Todos estão abrigados no município. Outro casal também residia num dos imóveis, mas foi embora da cidade.

Conforme a Secretaria de Assistência Social, Desenvolvimento Social e Habitação, como vários donativos já chegaram por meio da campanha que a pasta realiza, o que as famílias mais precisam no momento são utensílios de cozinha, cama, mesa e banho, alimentos, materiais de higiene e limpeza. Ainda faltam calças masculinas tamanho 40 e sapatos, também para homem, tamanho 39. A prefeitura se dispôs a destacar equipe para buscar as doações caso seja necessário. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (55) 3745-1288.

Já a Tribo Colorada criou uma comissão, que além de membros da entidade, conta com outros voluntários. O grupo divulga uma conta na qual as pessoas podem depositar dinheiro a ser dividido entre as vítimas: poupança 15555-1, agência 0848-6, Banco do Brasil. A comissão garante que irá prestar contas à comunidade no fim da campanha.

 

Como foi o incêndio e o socorro às vítimas

O Corpo de Bombeiros de Frederico Westphalen foi acionado em torno das 13h de domingo. Ao chegarem ao local, os profissionais constataram que duas residências estavam sendo completamente tomadas pelo fogo, o qual teria iniciado na churrasqueira de uma delas, segundo relatos. Nessa, havia três moradias. As chamas ainda queimaram uma casa vizinha, alugada para três famílias, e atingiram uma terceira residência, que teve a aba lateral, parte do forro e várias telhas destruídos. De acordo com a corporação, não houve feridos.

O tenente da Brigada Militar Milton Carlos de Oliveira contou que os PMs que atuam na cidade também auxiliaram no atendimento à ocorrência. Mesmo de folga, saíram de suas casas para, voluntariamente, resgatar moradores e proteger a integridade física de pessoas que se aproximaram do local. “A orientação nesses casos é que as pessoas procurem não chegarem perto do local, é perigoso”, lembrou o tenente.

 

 

*Folha do Noroeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *