Domingo, Setembro 27

Polícia conclui inquérito sobre caso Naiara com indiciamento e pedido de prisão preventiva de autor confesso

Crimes pelos quais homem responderá serão informados nesta sexta-feira (6)

Foi concluído nesta quinta-feira (5) o inquérito sobre o rapto, estupro e morte de Naiara Soares Gomes, sete anos, cujo corpo foi encontrado no dia 21 de março, num matagal perto da represa do Faxinal, em Caxias do Sul.

A Polícia Civil entregará o relatório sobre o caso com indiciamento do autor confesso da morte de Naiara, Juliano Vieira Pimentel de Souza, ao Fórum. De acordo com o titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), Caio Márcio Fernandes, no mesmo documento foi solicitado o pedido de prisão preventiva do homem. Até então, Souza detido por meio de mandado de prisão temporária.

Os detalhes do inquérito e os crimes pelos quais Souza foi indiciado só serão detalhados na manhã desta sexta-feira (6), durante coletiva de imprensa.

Nesta quinta-feira, Souza seguia no Instituto Psiquiátrico Forense (IPF), em Porto Alegre. Trata-se de um procedimento preventivo solicitado pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), que quer avaliar como está o comportamento de Souza no período em que ele permanece isolado dos demais presos. A avaliação psiquiátrica não interfere no andamento do caso na polícia e também não deve influenciar na abertura do processo na Justiça.

GauchaZH

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *