Sábado, Dezembro 5

Mulher perde 10 mil no conto do bilhete premiado em Santa Rosa

Uma mulher caiu no conto do bilhete premiado e perdeu R$ 10 mil no início da tarde desta quarta-feira, 4, no centro de Santa Rosa. Conforme informações apuradas pelo repórter Antônio de Oliveira, a vítima foi abordada por uma mulher, que afirmou possuir um bilhete de loteria premiado com o valor de 1 milhão de reais e que estava disposta a entregar parte do valor a vítima.
No instante em que a mulher estava com a estelionatária, chegou um comparsa se passando por corretor de imóveis e entrou no dialogo. Atraída pela proposta de ganhar dinheiro fácil, a mulher foi até a agência do Sicredi e sacou R$10.000,00 e entregou aos estelionatários. Em seguida a mulher foi até o Banco do Brasil com a intenção de sacar mais R$5.000,00. Porém o segundo saque não pode ser concluído em virtude de que ela havia esquecido a senha.
Durante a presença da vítima no interior do banco um funcionário desconfiou e avisou o filho da mulher e a Brigada Militar, que efetuou buscas, mas não localizou os estelionatários.
Para se prevenir de estelionatários tem que ter muita informação e atenção. Se você vai fechar um contrato ou fazer um negócio, se informe, procure um advogado. “Ninguém é tão bonzinho, tão disposto a agradar as pessoas. Desconfie se estão fazendo tudo para te agradar, se a pessoa é tão maravilhosa assim, é melhor pisar no freio, prestar atenção para ver se não vai cair no golpe”, recomenda o juiz do Paraná, Marco Couto, da Vara Criminal.
Caso seja denunciado, julgado e condenado, o estelionatário pode pegar pena de até cinco anos. Porém, não necessariamente ele vai para a cadeia. A pena pode ser substituída por serviços à comunidade ou pagamento de multa. Fora isso, há brechas legais que acabam impedindo ou retardando o julgamento dos criminosos.
Olho atento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *