O domingo é de trabalho em Taquaruçu do Sul. Com o temporal de ontem que destruiu as instalações da 12ª Feira do Peixe, que seguiria até terça-feira, 27, restaram materiais como lonas e estruturas metálicas sobre o entorno da Praça Central, local do evento. Operários fazem o desmonte e o recolhimento das peças.

Uma pessoa morreu no incidente. Élio Vaiz, tinha 52 anos de idade e trabalhava na feira como segurança. Ele foi atingido por uma estrutura, chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu aos ferimentos. O corpo está sendo velado no salão do Clube Botafogo e será sepultado às 16h no Cemitério Municipal de Taquaruçu do Sul. Outras duas pessoas tiveram ferimentos leves e passam bem.

O prefeito Valdir Luiz Menegat vai decretar situação de emergência no município nesta segunda-feira, 26. “Lamentamos muito o ocorrido e estamos prestando todo apoio aos familiares da vítima. Decretemos Luto Oficial de três dias no município e cancelamos a feira. O incidente ocorreu num horário que não tinha muito público. Imagine se isto fosse à noite quando teriam mais pessoas no local”, disse Menegat.

Situação de emergência

Durante a manhã deste domingo, prefeito e secretários se reuniram na Prefeitura de Taquaruçu do Sul com a coordenação regional da Defesa Civil do Estado. A equipe esteve no município para levantamento preliminar dos danos e para orientar sobre o decreto de emergência no município.

“Houve a decisão da prefeitura em decretar situação de emergência o que dá vantagens para o município utilizar recursos e verbas para reestabelecer prejuízos em função do vendaval. Paralelo a isto, faremos um levantamento para verificar da homologação ou não do decreto. É uma situação atípica pois não tivemos residências atingidas, não temos desabrigados nem desalojados. Mas houve um prejuízo sim, pois é o principal evento do município” esclareceu o coordenador regional da Defesa Civil, o Major Carlos Aguiar.

Veja também: Alimentos da feira serão vendidos nesta segunda, 26