Acidente com torcida do Grêmio resulta em uma morte e vários feridos em Tio Hugo

O homem que morreu no acidente saiu de casa após a residência pegar fogo.

Uma grave colisão na BR 386 resultou na morte de uma pessoa e aproximadamente 20 feridos, o acidente ocorreu por volta das 6h10min deste domingo (3) em Tio Hugo, próximo a Soledade.

Conforme informações, o motorista de uma Van, modelo furgão, com placas de Capivari do Sul, invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente com um ônibus que transportava torcedores do Grêmio da cidade de Quedas do Iguaçu/PR para a cidade de Porto Alegre, no Gre-Nal. O coletivo estava lotado com 44 pessoas, sendo que aproximadamente 20 ficaram feridas na colisão. Dentre os feridos, o que inspira maiores cuidados é o motorista, que teve fraturas expostas.

Segundo o motorista reserva do ônibus, eles estavam trafegando no sentido Carazinho/Tio Hugo, quando no Km 209 foram surpreendidos pela Van. A ocorrência foi atendida pelos agentes da PRF, Samu, Corpo de Bombeiros, equipe de resgate de Tio Hugo e a concessionária CCR Via Sul, responsável pela rodovia e o trânsito foi parcialmente interrompido no local.

Relatos de moradores da cidade informam que o homem que morreu no acidente saiu de casa após a residência pegar fogo.

Conforme informações apuradas, Luís Carlos da Silva Marques, 63 anos, estava passando por problemas no casamento e morreu ao colidir sua van com o ônibus. Marques, que era sargento aposentado da Brigada Militar, residia em Capivari do Sul, no Litoral. Após a batida frontal, o ônibus caiu em um barranco na lateral da rodovia.

O incêndio da residência do motorista da van ocorreu na noite de sábado (2) e foi registrado em ocorrência policial na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Tramandaí, por PMs que atuam em Capivari do Sul e também pela ex-mulher de Marques.

Os PMs relataram que foram atender ao incêndio na residência de Marques, e lá encontraram uma Toyota Hilux pertencente ao policial reformado. No interior do veículo foram localizados vestígios de gasolina e vários galões do combustível vazios, além de um cheio. A caminhonete também tinha uma caixa de fósforos em seu interior. A casa foi completamente tomada pelo fogo.

Marques não foi mais visto após o incêndio. Contatada pelos PMs, a ex-esposa do sargento aposentado disse que o casal estava em processo de separação e que tinha sido ameaçada por ele, de tal forma que conseguiu, na Justiça, medidas protetivas que impediam o marido de se aproximar dela. Ela também afirmou que Marques tinha prometido colocar fogo na casa.

A suspeita dos policiais civis que investigam o caso é de que Marques colocou fogo na casa e depois saiu, sem rumo, com a van. O caso está sendo investigado em conjunto por policiais do Litoral e do Norte do Estado.

Renato Martins/Dep Jornalismo

Foto: Leandro Vesoloski / Rádio Uirapuru

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *