WhatsApp limita encaminhamento de mensagens para combater ‘fake news’

A plataforma de envio de mensagens por celular WhatsApp, de propriedade do Facebook, anunciou nesta segunda-feira (21) que está restringindo quantas vezes uma mensagem qualquer pode ser encaminhada em um esforço para aumentar a privacidade e a segurança.

Em julho do ano passado, o WhatsApp aplicou salvaguardas na Índia, que incluíram limitar o número de usuários aos quais uma mensagem poderia ser encaminhada. Também publicou anúncios de jornal para conscientizar sobre as ‘fake news’.

A decisão se seguiu a ameaças do governo indiano de tomar medidas depois que grupos de pessoas enfurecidas lincharam mais de 20 pessoas acusadas de sequestro de crianças e outros crimes em mensagens que viralizaram após terem sido amplamente compartilhadas pelo WhatsApp.

O WhatsApp informou que esta medida mais recente para estender as restrições a todos os usuários ocorre depois de uma revisão de seis meses no feedback dos usuários.

“O limite de encaminhamento reduziu significativamente as mensagens compartilhadas ao redor do mundo”, informou a companhia em um comunicado a respeito de um teste realizado sobre o limite de compartilhamentos.

“A partir de hoje, todos os usuários das versões mais recentes do WhatsApp só podem fazer cinco encaminhamentos por vez, o que ajudará a manter o WhatsApp concentrado nas mensagens privadas com contatos próximos”, acrescentou.

Anteriormente, os usuários podiam encaminhar qualquer mensagem até 20 vezes no aplicativo.

“Continuaremos atentos ao feedback dos usuários sobre sua experiência e com o tempo, buscar novas formas de responder ao conteúdo viral”, destacou o comunicado do WhatsApp.

Fundado em 2009 e comprado pelo Facebook em 2014, o WhatsApp informou que no começo de 2018 tinha mais de 1,5 bilhão de usuários, que trocaram 65 bilhões de mensagens por dia.

Quer receber informações direto no seu WhatsApp: Clique aqui

Depto. Jornalismo – Rádio Seberi, com informações do istoe.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *