10 dias para os Coredes entregarem detalhamento de programas e ações

Em ano de eleição os prazos da Consulta Popular também apertam. Os Coredes da região – Celeiro, Médio Alto Uruguai e Rio da Várzea – tem até fim julho para encaminhar ao governo do estado o detalhamento dos Programas e Ações eleitos, para sua inclusão na Proposta de Lei Orçamentária para 2019, que é entregue à Assembleia Legislativa.

De acordo com o coordenador estadual da Consulta Popular, Theonas Baumhardt é de extrema importância que agora, definido os valores que cada prioridade irá receber, os municípios que atingiram o índice de votação façam a distribuição dos recursos. “Precisamos que a Brigada Militar diga se o recurso de Frederico Westphalen será utilizado para a compra de viaturas, ou de equipamentos por exemplo. Que o hospital de rodeio bonito diga se vai usar o valor para reforma, ampliação ou equipamentos e assim sucessivamente dentro de cada área contemplada, com exceção das demandas regionais que devem englobar um projeto maior, incluindo todos os municípios”, exemplificou.

O próximo passo é a elaboração dos projetos para a liberação dos recursos durante o ano de 2019.

 

Segurança e Saúde são prioridades da região:

A maioria dos votos nos três coredes de abrangência do Jornal Folha foi para segurança e saúde. “É importante salientar que tem municípios que não vão receber alguns recursos porque não atingiram a média de votação necessária para aquela demanda é o caso de Ametista do Sul, por exemplo, que mesmo tendo hospital não receberá recurso da saúde”, comentou o coordenador estadual.

Outro ponto destacado por Baumhardt é que a região continua a crescer na participação e se destaca em todos os Coredes quando a assunto é percentual de votação na relação eleitores X participação.

 

Saiba quanto cada área irá receber por região:

 

 

 

 

 

 

*Heloise Santi/Folha do Noroeste

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *