Pouco mais de um mês após a audiência que reuniu centenas de pessoas em frente ao Fórum de Frederico Westphalen, o Poder Judiciário – por meio do juiz Alejandro Werlang – decretou que o Ipergs deve cumprir com a determinação de fornecer o tratamento “home care” ao jovem Cássio Fernando da Silva, de Vicente Dutra.

Na audiência, realizada no dia 6 de junho, com ambas as partes, ficou definido que o tratamento determinado pelo Tribunal de Justiça seria concedido no momento em que a família apresentasse um laudo médico especificando os serviços multidisciplinares necessários. O jovem consultou com um neurologista em Carazinho – indicado pelo plano de saúde – no dia 12 de junho, no entanto, não conseguiu o relatório. Segundo o advogado de Cássio, Raimundo Sousa Santos, a família levou o jovem em um médico de Seberi, que ratificou o laudo feito pelo médico Benny Schmidt, de São Paulo.

Após apresentado o laudo assinado, na tarde desta quarta-feira, 11, o juiz determinou, por meio de um despacho, que o Ipergs cumpra com a determinação do Tribunal de Justiça do Estado do RS e forneça o tratamento. A determinação deve ser cumprida em até 72 horas após o Ipergs tomar conhecimento da decisão. Segundo o advogado, isso deve ocorrer na próxima semana.

 

 

 

*Leticia Waldow/O Alto Uruguai

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *