Com boa atuação, Inter bate Cianorte por 2 a 0

Iago e Edenilson marcaram os gols colorados nesta quinta-feira, no Beira-Rio

O Inter deu um passo importante rumo à quarta fase da Copa do Brasil. Em noite inspirada do lateral Iago, a equipe colorada dominou o Cianorte e venceu por 2 a 0, na noite desta quinta-feira, no Beira-Rio. Com o resultado, o time de Odair Hellmann pode até perder por um gol de diferença que mesmo assim avança.

Em meio ao apertado calendário brasileiro, o Inter ganha folga de quase uma semana agora e volta a campo apenas na próxima quarta-feira, quando visita o Cruzeiro, pelo Gauchão. O segundo duelo contra o Cianorte está marcado para 14 de março, no Paraná.

Susto, pressão e placar fechado

Mal havia dado tempo de se acomodar na cadeira e o torcedor colorado quase gritou gol. Em cobrança de escanteio de D’Alessandro, Klaus subiu mais alto que a defesa e cabeceou para o chão. A bola chegou a passar pelo goleiro João Gabriel, mas não pelo zagueiro Arroyo, que afastou debaixo do travessão.

E sem tempo para tédio, três minutos depois foi a vez de levar um susto. No que seria uma entregada constrangedora, Klaus e Cuesta falharam na frente da zaga a bola sobrou à feição de André Luís. O camisa 10 do Cianorte ajeitou o corpo e bateu firme. Menos mal que o Inter tem em Marcelo Lomba um goleiro com reflexo apurado.

Foi um susto e tanto. A partir daí, praticamente só deu Inter. Aos 16, Iago lançou Roger, que invadia a área. O centroavante tirou demais do goleiro e bateu para fora. Pouco depois, a bola ficou viva na área paranaense e João Gabriel foi em cima de Patrick para evitar o gol. Iago tentou sem querer querendo aos 24, quando cruzou fechado e a bola foi indo em direção ao fundo das redes até João Gabriel conseguir dar um tapa.

Ainda na base da pressão, D’Alessandro cobrou falta de longe aos 26. Carimbou o travessão do Cianorte. Só então que o goleiro paranaense começou a ter alguma folga, pois depois disso o Inter passou a apresentar alguma dificuldade para transpor a marcação. Chance de novo só aos 43, em nova cobrança de falta de D’Alessandro. Do lado da área, o camisa 10 mandou fechado, mas ninguém apareceu para completar. A etapa inicial terminou em novo susto, com falta para o Cianorte quase na risca da grande área. André Luís, porém, mandou por cima.

Gols, enfim

Ensaiado algumas vezes antes do intervalo, o grito de gol finalmente ecoou no Beira-Rio já no começo do segundo tempo. Após cruzamento da direita, a bola passou por todo mundo até encontrar os pés de Iago, que entrava pela esquerda. Ele soltou a bomba, a bola ainda desviou na zaga e venceu João Gabriel: 1 a 0.

Iago quase fez a jogada do segundo gol dez minutos depois. Da ponta esquerda, ele cruzou rasteiro e João Gabriel deu um tapa antes da chegada de Roger. Quando Cuesta surgia para marcar, o goleiro se recuperou e agarrou.

Se não deu certo na primeira ofensiva, na segunda a história foi diferente. Depois de boa troca de passes na frente da área dos visitantes, Iago foi lançado quase na linha de fundo. De lá ele cruzou rasteiro para Edenilson, que bateu de primeira para o gol.

O gol desanimou completamente a equipe paranaense, que passou também a ter problemas físicos. Sem conseguir fazer frente aos donos da casa, o Cianorte tratou de se defender, sem conseguir levar perigo à meta defendida por Marcelo Lomba. No ataque, Patrick quase marcou ao 38, quando cabeceou e a bola raspou a trave. Mas ficou nisso mesmo.

Copa do Brasil – 3ª fase

Inter 2

Marcelo Lomba; Dudu (Wellington Silva), Klaus, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Marcinho (Juan Alano), Patrick e D’Alessandro; Roger (Brenner). Técnico: Odair Hellmann

Cianorte 0

João Gabriel; Gerônimo (Guilherme Lucena), Montoya, Felipe Gabriel e Arroyo; Sidney, Murilo (Clebinho), Richarlyson e André Luiz; Maikinho (Morelli) e Neto Costa. Técnico: Marcelo Caranhato

Gols: Iago (7/2), Edenilson (22/2)

Cartões amarelos: Edenilson, Klaus, Cuesta, Iago e D’Alessandro; Arroyo, Montoya e Richarlysson;

Arbitragem: Braulio da Silva Machado, auxiliado por Neuza Ines Back e Thiaggo Americano Labes;

Público: 13.192 torcedores;

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *